Estudo de correlações entre sondagens SPT e resultados de ensaios de penetração contínua PD e CPT para diferentes subsolos arenosos

Nome: Mirella Dalvi dos Santos
Tipo: Dissertação de mestrado acadêmico
Data de publicação: 06/04/2017
Orientador:

Nomeordem decrescente Papel
Kátia Vanessa Bicalho Orientador

Banca:

Nomeordem decrescente Papel
Bruno Teixeira Dantas Examinador Interno
Elcio Cassimiro Alves Examinador Interno
Karla Maria Wingler Rebelo Examinador Externo
Kátia Vanessa Bicalho Orientador
Reno Reine Castello Suplente Externo

Resumo: Os ensaios de campo aplicados à engenharia geotécnica são fundamentais para o reconhecimento do substrato de um terreno, estimativa de parâmetros geomecânicos e, consequentemente, para o dimensionamento de estruturas de fundações. Dentre os diferentes tipos de ensaios in situ, destacam-se o ensaio de simples reconhecimento (SPT) pela simplicidade, baixo custo e elevada experiência empírica acumulada; o ensaio de penetração de cone (CPT) pelo registro quase contínuo de resistência; e o Penetrômetro Dinâmico (DP) pela facilidade de execução e rapidez. Uma vez que possuem limitações em suas metodologias e equipamentos, equações capazes de descrever a relação entre seus resultados são ferramentas necessárias na geotecnia, visto que fornecem ao projetista um instrumento capaz de reduzir custos e tempo de ensaios, estimar os parâmetros do solo, e dispor de um maior conhecimento global do terreno. Assim, este trabalho tem por objetivo obter correlações entre os ensaios SPT, CPT e DP para as areias da região da Grande Vitória, Espírito Santo. Além disso, visa avaliar as incertezas envolvidas em algumas correlações previamente publicadas na literatura e sugerir adequações às essas correlações, levando em consideração a influência de alguns parâmetros característicos do solo. Para tal, foi utilizada inferência estatística por meio do uso de regressão linear simples e análise dos resíduos em quatro conjunto de dados da região e de outras localidades. Foram comprovadas as influências do diâmetro médio da partícula, compacidade relativa e composição granulométrica em correlações CPT-SPT e DP-SPT. A origem geológica e a consideração do atrito lateral do ensaio de cone não pareceram influenciar significativamente em correlações CPT-SPT. Devido à grande heterogeneidade de solos arenosos é necessário que correlações sejam obtidas em nível regional. Portanto, este estudo não pretende esgotar o assunto acerca da obtenção de correlações entre ensaios geotécnicos, mas sim recomendar e estimular a avaliação crítica daquelas previamente publicadas e das que futuramente serão elaboradas.

Palavras-chave: ensaios de campo, SPT, CPT, DP, correlações, areias

Acesso ao documento

Transparência Pública
Acesso à informação

© 2013 Universidade Federal do Espírito Santo. Todos os direitos reservados.
Av. Fernando Ferrari, 514 - Goiabeiras, Vitória - ES | CEP 29075-910