Avaliação do Ciclo de Vida Energético de Edificação Pública Escolar

Nome: Juliana Grillo da Silva Madeira
Tipo: Dissertação de mestrado acadêmico
Data de publicação: 01/02/2019
Orientador:

Nomeordem decrescente Papel
João Luiz Calmon Nogueira da Gama Orientador

Banca:

Nomeordem decrescente Papel
Cristina Engel de Alvarez Examinador Interno
Edna Aparecida Nico Rodrigues Examinador Externo
João Luiz Calmon Nogueira da Gama Orientador

Resumo: As comunidades da Arquitetura, Engenharia, Construção vêm sendo motivadas a gerir os recursos das construções de modo mais eficiente. O apelo à sustentabilidade, escassez de recursos, vida útil das edificações, necessidade de reduzir custos de operação, leis mais rígidas, e certa tendência ao reuso e a reciclagem de componentes, são responsáveis por tal postura. Como muitos dos impactos causados pela construção civil advém do consumo de energia das edificações e a fase de operação das mesmas representa o maior período e também o maior consumo energético do seu ciclo de vida, a metodologia de Avaliação do Ciclo de Vida Energético (ACVE) é essencial para demonstrar e quantificar tais impactos. Ao mesmo tempo, os processos de retrofit têm potenciais aplicações em edificações existentes, visto que reduzem os impactos causados pela construção de novas edificações, podendo ainda aumentar a eficiência operacional e energética através da incorporação de novas tecnologias e conceitos. O objetivo desta pesquisa consiste em avaliar o desempenho da envoltória e ciclo de vida energético de edificação pública escolar, mediante ações de retrofit. Para a demonstração dos resultados, foi selecionado como modelo um CMEI padrão do Município de Vitória - ES. Para a análise do desempenho da envoltória o método empregado foi a simulação computacional, utilizando-se o software EnergyPlus. Para a ACVE foram consideradas a energia incorporada e operacional, e emissões de CO2 em cada etapa, comparando a situação atual da edificação e as ações propostas de retrofit. Dentre as medidas mais eficazes estão a fachada ventilada e a substituição da cobertura por telha sanduiche, tanto para desempenho da envoltória, quanto para o ciclo de vida energético da edificação. Espera-se auxiliar a tomada de decisões pelos agentes envolvidos no processo, quanto a viabilidade da adoção de materiais e sistemas construtivos que visem a redução do consumo energético e impacto ambiental da edificação pública.

Acesso ao documento

Transparência Pública
Acesso à informação

© 2013 Universidade Federal do Espírito Santo. Todos os direitos reservados.
Av. Fernando Ferrari, 514 - Goiabeiras, Vitória - ES | CEP 29075-910